domingo, 6 de junho de 2010

Carioca em São Paulo


Carioca da gema, viajar pra São Paulo, loucura ou comédia?! Vou contar um pouco pra você então você descobre.

Viajei pra Sampa, visitar minhas amigas, todas elas estudam no UNASP campus 2, vivem me chamando pra ir estudar lá, mas pow voltar falando "pow meu!" já é demais pra mim! Terça dia 20 de abril de 2010 (um pouco tarde pra postar, mas tamo junto!) Vim do lado de um francês simpático, mas vocês sabem neh?! os melhores perfumes... Cheguei em lá advinha? Hora de Pico, metrô (horrível, nossa metrô lá é pior que trem aqui!), sardinha em lata e sem ar condicionado, não dá pra viver e depois um ônibus até o Brooklin (reclama da passegem aqui?! Lá é R$ 2,70 - não fala para as autoridades se não vão querer aumentar aqui! rs) enfim chegamos no nosso destino, uma república.

Quarta fazer compras, pra não ficar comendo de graça, já estávamos dormindo de graça. Rede Pão de Açúcar Supermercados, porque tem um desse em cada esquina dos bairros por onde passamos, toda hora achava que estava perto de casa, já que tinha um na esquina da república. Se eles (paulistas) não gostam de nós (cariocas), por que eles querem lembrar da gente toda vez que fazem compras? Ah tentaram me explicar a diferença entre PAULISTAS e PAULISTANOS, juro que não entendi, pra mim todos são de São Paulo, ou seja, farinha do mesmo saco! rsrs se alguém souber a diferença me explica. Quarta a noite teve um detalhe muito importante, que não posso deixar de mencionar. As meninas da república (todas elas muito legais, adorei ficar lá na república, as piadias não contam para vocês), nos chamaram para uma social, blz! Um barsinho na esquina, tinhamos acabado de chegar do Shopping Ibirapuera, cansadas, mas eu e a Sayô fomos do mesmo jeito, social é comigo! Chegando lá tudo era caro fato, eu já esperava pelo bairro, pedimos um suco e começamos a bater papo, o nosso suco nem havia chegado na mesa elas simplesmente decidiram, tipo assim ir... Não, você acha que entendeu?! Mas não elas levantaram da mesa e falaram que estavam cansadas e foram embora, de volta pra casa. Isso mesmo! Engraçado o que é a cultura diferente, a gente tem mania de ficar batendo papo até mandarem irmos embora, lá não.

Quinta, foi o dia da cultura, passamos o dia inteiro no Parque do Ibirapuera apenas visitando museus, ganhando hora pra facul, sempre lembrando da facul (lembrei tanto que até esqueci meus papéis de comprovante de hora na bolsa da Samara). Depois fomos para o Shopping Morumbi muito fofo, os shoppings aqui do Rio tinha que aprender a ser assim, o povo para pedir informação ficava circulando pelo shopping e não 1 ou 2 eram vários. A maneira como se é tratada é bem melhor.

Sexta tomamos café-almoço e fomos para o UNASP campos 1, lá estava a minha prima Loura, as meninas do quarto são bem legais, tanto do quarto que eu fiquei como do quarto da Ellen e Samara. Jantamos no colégio sexta a noite. Engraçado encontrei a Paulinha e o Mauro no culto de sexta a noite.

Sábado o culto antes da escola sabatina, simplesmente lotado, lá é feito 2 vezes o culto divino. Milhões de pessoas dentro de uma igreja, impraticável. JA simplesmente lindo, me emocionei, não tem aquele quadro do Gugu "De volta para minha terra" um lance assim? Então lá foi mais ou menos isso, mas não tinha o Gugu e nem levar ninguém pra casa, mas uma menina que estava mô tempão sem ver sua mãe, porque não tinha condições de ir pra casa, o colégio trouxe a mãe até a filha. Cantei junto com o Coral só que a diferença foi que cantei no banco, quase um coral do IPAE, a música era a mesma, desculpa mais a gente cantou melhor o nosso quarteto de vozes femininas deu um show no coral rs. Depois do JA saimos, fomos em uma pizzaria Ana Paola, eu acho?! Em Santo Amaro. De lá fomos para a casa da Juh e durmimos...

Domingo, último dia, dia da tristeza, voltar pra casa nõa era nem o problema o problema era enfrentar 6 horas de ônibus, isso é triste. Chegamos no colégio pra pegar as coisas e meté o pé. Fomos ver a Greice cair no Trampo rs, brincadeira que bom que ela não se machucou! rs... Na rodoviária ficamos horas esperando o bus, que bom que o meu era antes do delas se não eu ia ficar sozinha. A pior parte desse feriado hilariante foi a despedida, advinha só?! EU CHOREI, era muito difícil de advinhar? Votei pra casa zerada de dinheiro, fui no The Voca People devendo até hoje, sai com meus amigos para Copacabana devendo até hoje, mas rever minhas amigas rir até chorar e dar aquele abraço apertado não tem preço!

O tema do JA de sábado foi: O que o amor faz? Me arrancou da minha cidade, do meu conforto, para rever pessoas importantes na minhas, pessoas que carrego no coração.


Obs.: todas as piadinhas e brincadeiras escritas aqui não levem para o lado pessoal, gostou muito de ter passado esse fds em São Paulo e ter conhecido pessoas especias.


Beijo e até a próximas postagem....

sábado, 5 de junho de 2010

FDS em Teresópolis


Gente, sem comentários foi muito bom!
Curtir aquele friozinho com meus amigos, lareira, sinuquinha, pôquer, filme (tudo bem que eu esperava mais do "Caçador de Recompensas", "Código de Conduta" é bom mas pow o cara mata geral!) e ver o Alexandre tomando banho na cachoeira de um sítio que não era nosso, e que mais tarde o Eliel descobriu que não era pra ter entrado no sítio do cara, ou seja, invadimos uma propriedade, olha que legal!?
Na sexta foram apenas dois carros, um com a Lorena, Adriano, Priscila_eu (milhões de compras dentro) e outro com Fábio, Andréa e Esdras (milhões de compras e um bolo). Tomamos um chocolate quente, pão e torrada com um requeijão rosa (interessante). Depois chegaram mais 2 carros Bianca, Diririps, Denise (com os frios) e outro com Felipe, Jessica e Nininha.
Sábado foi mais legual, foi quando o restante da galera chegou. O nosso estudo da lição durou até o culto divino, paramos para almoçar (muito bom por sinal). Logo assistimos Pedro lado A (o lado B ficou para o outro encontro dos jovens, rs) e fizemos o pôr-do-sol. Então entra a jogatina e filme.
No domingo foi o dia que invadimos uma proproedade que não era pra ter invadivo! rsrsr... Sorte que o dono era legal! senão iamos fechar o nosso fds maravilhoso no xadrez, olha que divertido?! Fizemos uma caminha da rápida, voltamos comemos um churrasquinho e depois de todos pesados de tanta carne (e olha que no sábado estudamos sobre a temperança), cada motorista com seu carro para pegar a serra devolta para o lar.
Ah detalhe a Feirinha de Teresópolis não rolou! Apenas pra Flávia, claro porque se não o Eliel dormia no sofá. rsrs

Esse foi o FDS superdivertido dos jovens de Pavuna. É só pra quem pode!

Beijo até a próxima...